Relações étnico raciais e o ensino de História e Cultura Afro - indígena

DoCentes Entrevista Professor Luiz Leno Silva de Farias

  • revistadocentes SEDUC Secretaria da Educação do Ceará - SEDUC
Palavras-chave: Relações étnico raciais, educação, ensino

Resumo

A revista Docentes, nesta edição, tem como tema a Diversidade e Inclusão na educação, inaugurando a seção Docentes Entrevista, que tem como objetivo entrevistar educadores com relevante contribuição na construção de uma educação igualitária e equitativa, segundo preceitos elevados do constitucionalismo. Como abertura, o entrevistado será o Professor Luiz Leno Silva de Farias, natural de Realengo, Rio de Janeiro e radicado no Ceará.
Formado em História pela Universidade Estadual Vale do Acaraú( UVA). Negro de ascendência africana, é Ogan Otun Alagbê, que em sua religião de matriz africana, desempenhando a função de protetor na sua Casa, ajudando os Orisàs no seu zelo. Atuante em sua comunidade, tem desempenhado várias funções, objetivando preservar e difiundir a história e cultura africana e afro-brasileira. Membro da Associação Afro- brasileira de Cultura
Alagbá,coordenador do Ponto de Cultura Afro Música, coordenador do Ponto de Valor Alagbá, mestre de Batuque de Maracatu Cearense e membro do coletivo cultural de matriz africana Ibilé. Arte Educador em percussão há 24 anos, com vários trabalhos prestados à comunidade educacional. Muito cedo, despertou sua consciência sobre as questões que envolvem o seu coletivo, tornando-se membro atuante do movimento social desde 1994. Na atualidade, na esfera nacional, é coordenador nacional de comunicação cultural da Associação Nacional Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu( ACBANTU) Portanto, o professor é um representante autêntico do movimento negro de terreiro, detentor de uma larga experiência na Área de Educação com trabalhos relacionados
à diversidade étnico-racial.

Publicado
19/12/2018
Seção
DoCEntes Entrevista