ATUAR E APRENDER

: Aquisição de práticas leitura e escrita no ensino fundamental

  • João Marcos Messias Miranda Semec Landri Sales
  • EUGÊNIA PATRICIA ROCHA DOS SANTOS
Palavras-chave: : Projeto. Práticas de letramento. Aprendizagem

Resumo

Este trabalho tem como objetivo relatar as experiências relacionadas à aplicação dos projetos: Ler e Interpretar Fábula, Vídeo-alerta realizados no 5º do ensino fundamental. Os projetos tiveram como objetivo o desenvolvimento de espaços e instrumentos de aprendizagem no 5º do Ensino Fundamental, na escola Municipal Professor Manuel Morais, de Landri Sales, Piauí, cujo foco era o desenvolvimento de habilidades de leitura e escrita, bem como apresentar metodologias que podem contribuir para a aprendizagem dos alunos. Ambos os projetos tiveram como foco o desenvolvimento de práticas de leitura escrita, alicerçados teoricamente nos Novos Estudos de Letramento (STREET, 2014), o desenvolvimento metodológico dos projetos estava fundamentado em uma abordagem interdisciplinar priorizando os recursos possíveis no contexto da educação pública. Os resultados indicam que a aplicação de projetos é eficaz para o advento de práticas que explorem outros contexto e recursos com foco no processo de ensino-aprendizagem, favorecendo o trabalho colaborativo e o protagonismo dos educandos. A possibilidade aberta pela noção de prática ecológica contribuiu para práticas baseadas na aprendizagem ativa dos educandos cujos significados devem ser compreendidos em articulação com contexto social, os objetivos pretendidos e sujeitos envolvidos. Dessa forma, o caminho proporcionado por essa abordagem contribuiu para o advento de atividades pedagógicas que ampliam o espaço escolar para além da sala de aula.

Referências

BAKHTIN, M. M. (Mikhail Mikhailovitch), 1895-1975. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas do método sociológico da linguagem/ Mikhail Bakhtin (V. N. Volochínov); prefácio de Roman Jakson; apresentação de Marina Yaguello; tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira, com a colaboração de Lúcia Teixeira Wisnik e Carlos Henrique D. Chagas Cruz. -16.ed.- São Paulo: Hucitec 2014.

BARTON, D. A base social do letramento. In: BARTON, D. Literacy: an introduction to ecology of written language. Blackwell Publishers, Oxford, UK, 1994. Tradução: Guilherme Veiga Rios. Mimeo.

BRASIL. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Brasília: 1996.

FONSECA, Vitor da. Desenvolvimento psicomotor e aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2008.
KLEIMAN, A.B. Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita/ Angela B. Kleiman (org.) – Campinas, SP: Mercado de Letras, 1995. Coleção Letramento, Educação e Sociedade.

______. Letramento e suas implicações para o ensino de língua materna. Signo, Santa Cruz do Sul, v. 32, n. 53, 2007.

MARCUSHI, L. A. Produção textual, análise dos gêneros e compreensão/ Luiz Antônio Marcushi. – São Paulo: Parábola Editorial, 2008.
RIOS, G.V. ensino de língua materna, letramento e identidades no campo da educação. In: Maria Aparecida Resende Ottoni, Maria Cecília de Lima(organizadoras). Discursos, identidades e letramento. São Paulo: Cortez 2014.p. 175-189

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.
Publicado
26/04/2021